.
Metade de mim é o que eu grito
Mas a outra metade é silêncio.
Metade de mim é partida
Mas a outra metade é saudade.
Metade de mim é o que ouço
Mas a outra metade é o que calo.
Porque metade de mim é o que eu penso,
e a outra metade é um vulcão.
Metade de mim é a lembrança do que fui
Mas a outra metade eu não sei.
Metade de mim é abrigo
Mas a outra metade é cansaço.
Metade de mim é a platéia
A outra metade é a canção.
Metade de mim é amor
E a outra metade... também.

.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livro Corpo Fechado ~ Robson Pinheiro

Mandalas - Geometria Sagrada

Livro Medicina da Alma ~ Robson Pinheiro