Você sabe o que é o Despertar da Consciência?



Despertar é o ato de acordar para algo, para movimentos que nos permitam alcançar a nossa plenitude. Somente pessoas plenas são capazes de alçar asas que as levem ao mundo desejado.
Este despertar, que é único e muitas vezes solitário, exige que acordemos para nossas necessidades e disponibilidades e a capacidade de se despir de certos valores, crenças e inquietações indesejáveis. É necessário se vestir do novo e se permitir momentos de introspecção e contemplação diante dos nossos mais íntimos e secretos anseios.
Quando percebemos a necessidade desse movimento, acordamos para o que conhecemos de O Despertar da Consciência. Este movimento do acordar é um chamado da alma, que, inquieta, nos alerta para a nossa postura, para o nosso comportamento diante da vida terrena, o qual muitas vezes, pode estar contribuindo para o insucesso da nossa vida nos campos pessoal, profissional, da saúde ou na sua totalidade.
O primeiro passo é se conscientizar de que o homem possui uma alma, que é o seu “eu” real, um ser divino e poderoso. Que o nosso corpo é um templo dessa alma, que nos guia, nos protege; e que nosso eu superior é uma centelha divina imortal.
O segundo é que somos seres vindos á Terra com a missão de obter conhecimento, desenvolver virtudes e extinguir de dentro de nós o que não é saudável.
Outro ponto é que devemos compreender que a nossa estadia pela Terra – que chamamos de vida- não é mais que um rápido curso em busca da evolução. Quando a nossa alma está em paz, em harmonia com a nossa missão na Terra, tudo caminha tranquilo, feliz e saudável. O conflito aparece quando somos atraídos para fora da senda traçada pela alma, fruto dos nossos desejos terrenos.
O Despertar da Consciência é a compreensão da unidade das coisas. É a compreensão de que o divino é o único conhecedor das nossas necessidades e dos ditames da nossa alma. Este despertar também nos dá a certeza de que, por mais doloroso e trágico que possam parecer alguns acontecimentos do mundo, é fundamental compreendermos que eles são apenas instrumentos usados para a evolução do homem e que nem mesmo o infortúnio age sob a intervenção de certas leis, que nos estimulam a evolução.
Quando adquirimos este nível de consciência sinônimo de maturidade, passamos a manter uma comunhão como nosso eu. Passamos a desenvolver a individualidade. Aprendemos a obedecer aos desígnios divinos e,naturalmente nos convertemos em nossos próprios senhores, tomando posse da nossa vida, governando as marés altas sem jamais deixar nossas escolhas em mãos alheias.
O Despertar da Consciência também nos propõe a reservarmos momentos diários para pensar na beleza da paz, no contentamento da alma e nos benefícios da calma. Escrever uma nova página na história da nossa vida depende de ter a consciência clarificada de que toda dificuldade que surge em nosso caminho é um desafio para ir além de si mesmo. Que todos nós nos esforcemos a cada dia para estimular o crescimento do eu superior e que através do despertar da consciência possamos verdadeiramente manter uma comunhão com a nossa essência divina.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Terra de "Egos", quem vê o outro é Rei

Você é um Trabalhador da Luz em Missão na Terra? Descubra!

O Sentido da Vida