,
“Odeio pessoas ignorantes. Me sinto mal por não conseguir gostar de todo mundo, mas é o que sinto. Os ignorantes, os vaidosos, os usuários, os pedantes. Detesto tudo que é afetado, detesto quem não se busca. Quem se acostuma a viver, da mesma maneira como se acostuma a dormir ou comer. Viver fica uma coisa automática, pouco importa se boa ou má, vazia ou não. Basta viver, como uma obrigação da qual
não se pode fugir.”

Caio Fernando Abreu
.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livro Corpo Fechado ~ Robson Pinheiro

Mandalas - Geometria Sagrada

Livro Medicina da Alma ~ Robson Pinheiro